São Joaquim News: MORTE DE POLICIAL FOI ENCOMENDADA POR R$ 3 MIL; MANDANTE CONFESSOU O CRIME, EM FORTALEZA (CE)

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

MORTE DE POLICIAL FOI ENCOMENDADA POR R$ 3 MIL; MANDANTE CONFESSOU O CRIME, EM FORTALEZA (CE)

Um homem foi preso na tarde desta terça-feira, 13, suspeito de ser o mentor do crime que terminou com a morte do policial Roberto Cosme Bezerra, assassinado em uma churrascaria na avenida Washington Soares, na última quinta-feira, 8. Outros dois suspeitos de envolvimento no homicídio foram presos.

Francisco Chagas Sobrinho Sá, 34, conhecido como “Chagas”, foi capturado na Praia do Pacheco, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza, por policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Chagas é apontado como mandante do assassinato. Ele é ex-marido da companheira da vítima e confessou, em depoimento, ter acertado o valor de R$ 3 mil para que o homicídio fosse concretizado.

Além dele, outros dois homens suspeitos de envolvimento foram presos. São eles: Carlos Braga da Silva, 38, o “Carlinhos”, que já responde por homicídio, e John Wesley Oliveira Matos Braga, 22, sem antecedentes criminais.

A dupla é apontada como intermediária entre o autor intelectual e os executores do assassinato. Seriam cinco envolvidos no crime, aponta a Polícia.

Os homens responsáveis pela ação na churrascaria ainda estão sendo procurados, informou a SSPDS.

Homicídio

Roberto Cosme morreu após ser atingido com um tiro na cabeça. O escrivão estava em uma churrascaria no bairro Messejana, na noite da última quinta-feira, 8, com a companheira e o enteado, quando dois homens chegaram em uma moto e efetuaram os disparos. O policial morreu no local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESTAQUES DA SEMANA