São Joaquim News: Secretário nega ter mandado PM escoltar mudança de moradores expulsos por facção

sábado, 6 de janeiro de 2018

Secretário nega ter mandado PM escoltar mudança de moradores expulsos por facção


Após o episódio de grande repercussão na mídia local e nacional, quando bandidos de uma facção criminosa expulsaram moradores de suas casas, no bairro Barroso 2,  periferia de Fortaleza, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, delegado federal André Costa, usou as redes sociais para se manifestar acerca do assunto. Negou ter ordenado a PM a fazer a escolta dos moradores que decidiram se mudar dali por temer serem mortos.

Dois dias depois do episódio, o secretário decidiu ir ao local  e preferiu não falar diretamente com a Imprensa depois do desgaste. No Instagram, ele comemorou a prisão de três pessoas suspeitas de terem feito as ameaças aos moradores.
Diante das pressões da mídia e do próprio governo, Costa ordenou que a Polícia Militar ocupasse o bairro e passasse a  dar segurança aos moradores que se arriscaram a desobedecer a ordem da facção Guardiões do Estado (GDE) para desocupar seus imóveis.  O secretário afirmou que a PM vai permanecer lá o tempo que for necessário para que a paz seja restabelecida.

Na sua postagem, o titular da SSPDS afirma que as ameaças aos moradores do Barroso 2 seria uma conseqüência de uma operação ocupação que a Polícia fez numa área vizinha, a Babilônia, um conjunto habitacional do programa “Minha Casa, Minha Vida”, onde bandidos fizeram a mesma coisa, expulsaram os moradores dos apartamentos. De lá da Babilônia, os criminosos teriam fugido para o Barroso 2 diante da intensa ação policial na área.
Veja o que diz a postagem do secretário:
“Fico me perguntando, como as pessoas podem acreditar que eu e a nossa Polícia vamos mandar efetivo para garantir que moradores façam suas mudanças após receberem ameaças de vagabundos? Isso é sério mesmo?
Assim que tomamos conhecimento das pichações e ameaças, enviamos um efetivo especializado do CHOQUE, RAIO e CAVALARIA para a ocupação da área e GARANTIR QUE OS CIDADÃOS PERMANECESSEM EM SUAS CASAS. No entanto, alguns não acreditaram na nossa presença permanente e decidiram sair de lá. Ficaremos o tempo que for necessário, aguardando que os poucos moradores que decidiram sair possam retornar aos seus lares.
Não vamos perder para bandidos. Garantimos o direito de moradia dessas pessoas. Além disso, mandamos policiais para deter os responsáveis. Ontem mesmo prendemos três suspeitos. Foram autuados Arlen Sousa Ferreira (já responde por tentativa de homicídio e roubo), Rhuan Alberto Oliveira Conceição e Marcela Sena Fraga, além de serem apreendidos um rifle e uma pistola .380, balaclavas, drogas e munições”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESTAQUES DA SEMANA